Já é de conhecimento popular que o resultado dos treinos não se reduz a aumentar a carga nos aparelhos. Ainda que as cargas elevadas normalmente proporcionem maior intensidade, o treino precisa levar em consideração uma série de aspectos, incluindo a priorização alternada de força, hipertrofia e resistência ao longo da periodização, bem como a prática de exercícios complementares para finalidades muito específicas.

E um desses exercícios frequentemente utilizado, como complementar a um treino intenso, é o chamado face pull, que iremos descrever a seguir.

Sumário:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O que é face pull?

O face pull é um exercício cuja finalidade está em corrigir a postura, fortalecer músculos auxiliares a certos movimentos e proporcionar melhor performance geral do atleta. Não se trata, portanto, de um exercício voltado a técnicas avançadas de musculação – super séries e afins – tampouco ao aumento da força.

É um exercício de complexidade avançada, o qual requer experiência, consciência corporal e o auxílio de um profissional especializado monitorando sua execução. Ainda que sua finalidade esteja mais voltada para prevenir lesões e desconfortos associados ao treino, sua execução incorreta pode acabar ocasionando lesões bastante severas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por isso, apresentamos a seguir a forma correta de executar o face pull.

Como executar corretamente o Face Pull

Execução do Face Pull.

A forma convencional do face pull é composta pela combinação dos seguintes procedimentos:

  • No crossover, coloque a corda à altura de seu peito;
  • Afaste-se do crossover praticamente toda a extensão de seu braço, de modo que ao segurar a corda com a pegada pronada, palmas voltadas para baixo, você fique com seus braços completamente estendidos ao esticar a corda em repouso;
  • Flexione os joelhos de forma a ficar confortável e com a coluna ereta e bem sustentada;
  • Puxe a corda em direção a você, mais especificamente na direção do rosto, mantendo a postura fixa. Se preferir, você pode pedir para um colega ou seu instrutor apoiar um dedo em sua coluna para evitar que você acabe “roubando” durante a execução do movimento;
  • Procure afastar suas mãos lateralmente e tente levantar a ponta da corda em direção a seu queixo;
  • Chegando perto de seu rosto, rotacione a corda, de modo que seu punho fique em direção ao teto, com seu braço em ângulo de aproximadamente 90°;
  • Segure por um segundo nesta posição, e volte à posição inicial.

Lembre-se de realizar o movimento de forma concentrada, se possível com seu instrutor monitorando sua execução do começo ao fim.

Veja em vídeo a execução:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia Também: Exercícios para Deltoide Posterior; apenas os melhores!

Quais músculos são recrutados durante o face pull

Músculos trabalhados pelo face pull

Basicamente, o face pull recruta os principais músculos envolvidos na sustentação da postura e na estabilização de alguns exercícios para costas e peitoral. Esses músculos incluem:

Vamos dar uma pausa? Exercite o músculo do dedo e force o like:

3+

  • Deltoide (especialmente a porção posterior);
  • Trapézio;
  • Romboide;
  • Manguito rotador.

Variações do exercício

A forma mais convencional de executar o face pull é com o auxílio da corda no crossover, como já descrito anteriormente. No entanto, existem duas variações do face pull que também podem ser bastante úteis.

Sentado em aparelho de remada

  • Coloque a corda no aparelho de remada, e sente-se como se fosse realizar uma remada comum.
  • No entanto, realize o movimento de rotação externa dos braços que caracteriza o face pull, já descrito anteriormente.
  • Esta versão pode ser ainda mais efetiva para quem deseja corrigir a postura, pois requer mais consciência corporal para manter a postura sustentada durante a execução do movimento.

Execução em vídeo:

Banco inclinado com halteres

  • Deite-se com a barriga apoiada em um banco inclinado, mantendo as duas pernas esticadas e a postura sustentada.
  • Então realize o movimento do face pull com dois halteres, tomando o cuidado de apostar em halteres leves para tal movimento.
  • Essa versão tende a ser um pouco mais fácil que as duas versões anteriormente apresentadas e, por isso, nem sempre tem a mesma efetividade em termos de benefícios à postura.
  • No entanto, o estímulo para os músculos do trapézio e deltoides é satisfatório, desde que haja execução correta do movimento.

Execução em vídeo:

Então, gostou do guia sobre Face Pull? Ficou com alguma dúvida? Tire-a utilizando os comentários – logo abaixo. 🙂

A Redação da Basefitness apresenta matérias redigidas por nossa equipe interna: Profissionais da Saúde ou amantes do assunto. Todas matérias tem o comprometimento da facilidade da informação e, sempre que possível, estudos que comprovem as afirmações dos textos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui