Saiba quais são os efeitos colaterais do Durateston e porque acontecem durantes maioria dos ciclos.

Também chamado simplesmente de “Dura” pelos mais íntimos, o Durateston é um anabolizante esteroide, extremamente popular entre fisiculturistas e atletas em geral. Está entre os produtos mais populares por conta de seus efeitos benéficos, no que se refere ao aumento da massa muscular e reparação muscular após treinos intensos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Breve explicação da atuação da Dura no corpo

O Durateston estimula a produção de testosterona, aumentando seu volume e sua concentração durante o chamado tempo de meia-vida (período que determinada substância leva para ser excretada do organismo). Além disso, esse anabolizante também estimula a síntese de fibras musculares.  Somando-se ao aumento do volume de testosterona, a síntese de fibras musculares estimulada favorece o ganho de massa magra em curtos períodos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Alguns atletas consideram o Durateston um dos melhores anabolizantes de sua classe. Resultados que levariam anos para ser atingidos, com a ajuda de Durateston podem ser alcançados em poucos meses. No entanto, antes que você possa considerar: ”a Dura é a solução para melhorar os resultados do seu treino”, é importante conhecer os efeitos colaterais. Por isso, preparamos este texto discutindo alguns efeitos colaterais causados pelo uso de Durateston.

Leia também: Como Ciclar Durateston do Jeito Certo.

Aumento do risco de doenças cardiovasculares e infarto

Pessoas que fazem uso da droga podem apresentar aumento da pressão arterial. Em doses moderadas, o aumento é sutil, mas nem sempre a pressão volta ao normal após interromper o uso. Isso aumenta o risco de desordens cardiovasculares, tais como:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

  • Insuficiência cardíaca.
  • Hipertrofia cardíaca (aumento do coração).
  • Arritmia (coração batendo em ritmo muito acelerado ou muito lento).
  • Extra sístole (coração batendo de forma atípica, prejudicando a oxigenação).

Com a presença de tais complicações, o risco de infarto a longo prazo torna-se ligeiramente maior.

Vamos dar uma pausa? Exercite o músculo do dedo e force o like:

5+

Risco elevado de problemas hepáticos

Praticamente toda substância química que ingerimos oralmente passa pelo fígado, onde é filtrada e então metabolizada. Desta forma, se você ingere uma substância potencialmente tóxica, o fígado filtra as toxinas e ajuda a desintoxicar o organismo. No entanto, quanto exposto frequentemente, o próprio fígado fica propenso a intoxicação [1].

Segundo alguns profissionais, que estudam os efeitos de anabolizantes esteroides no organismo, isso é o que acontece quando se consome esteroides anabolizantes orais e injetáveis; os efeitos colaterais do durateston são devidos a administração injetável do anabolizante.

”Por isso, consumir Durateston vem sendo associado a risco elevado de problemas hepáticos”.

Retenção de líquidos e possíveis problemas renais associados ao uso de Durateston

retenção de líquidos um efeito colateral do durateston
Na esquerda, físico com aparência de retenção; Na direita, físico visivelmente menos retido.

Os hormônios sinalizam e regulam diversas funções do organismo. Sendo a testosterona um hormônio, o aumento de seu volume pode ocasionar alterações no organismo a nível fisiológico. Uma destas alterações é a função renal.

Ainda não é, totalmente claro na literatura científica, como se dá a relação entre testosterona e função renal, mas já foi observado, que o uso de esteroides que aumentam a concentração de testosterona acabam também alterando a função renal e causando retenção de líquidos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Estima-se que o hormônio cortisol possa ser o mediador deste processo. Esteroides estimulantes da testosterona, como o Durateston, por exemplo, acabam favorecendo a concentração de cortisol no encéfalo.

”A concentração de cortisol inibi a função renal, pois prepara o organismo para as situações de luta ou fuga”.

Desta forma, parece haver uma relação entre Durateston e retenção de líquidos, bem como outros problemas renais. O fato é que pessoas com problemas renais não devem tomar Durateston ou qualquer outro anabolizante esteroide, que aumente o nível de testosterona no organismo, e as pessoas que fazem uso destas substâncias, devem adotar medidas para ”ajudar” a prevenir a retenção hídrica.

Aumento do risco de câncer de próstata

Ironicamente, o uso de anabolizantes esteroides, entre eles o Durateston, podem alterar o funcionamento da próstata. Já foi observado aumento da próstata e prejuízo funcional em indivíduos que fizeram uso do anabolizante, ainda que esses indivíduos fossem jovens, tal aumento considera-se um dos principais efeitos colaterais do durateston.

”A longo prazo, o uso de Durateston pode aumentar significativamente o risco de câncer de próstata. Isso porque seu uso dilata esse órgão através de hiperestimulação, aumentando significativamente o risco de prejuízos funcionais e tumores”.

Indivíduos que optam por fazer uso da substância, devem fazer monitoramento frequente do desempenho da próstata para prevenir complicações graves.

Diminuição da libido e aparecimento da ginecomastia

Ginecomastia
Ginecomastia acentuada na imagem à esquerda.

A ginecomastia é o fenômeno que ocorre quando homens adquirem características femininas.

”Em geral, o mais comum é concentração de gordura na região mamária, causando alteração do formato do peitoral e, consequentemente, assemelhando-se sutilmente à seios femininos”.

Diversas observações sugerem que o uso continuado possa estar associado à ginecomastia; outro efeito colateral do durateston, mas devastador a autoestima.

”Um estudo com cavalos publicado no renomado periódico científico Theriogenology, inclusive, demonstrou que cavalos expostos ao uso de Durateston apresentam atrofiamento dos testículos [2]”.

O referido estudo, publicado por pesquisadores alemães, não foi capaz de demonstrar se os efeitos são permanentes ou temporários, mas demonstra claramente que durante o período exposto ao Durateston, há uma diminuição da atividade dos testículos.

Estima-se que o mesmo possa acontecer em humanos, especialmente em homens que façam uso crônico da substância. A diminuição da libido durante o período de uso já comprovada, e não há certeza com relação à permanência do efeito. Há inclusive relatos de pessoas, que tornaram-se impotentes após o uso crônico de anabolizantes esteroides, embora não seja possível atestar a relação direta e causal entre o uso da substância e o desfecho mencionado.

Recapitulando os efeitos colaterais do Durateston

  • Propensão à complicações no coração ex.: infarto.
  • Predisposição à problemas hepáticos.
  • Inclinação para severa retenção hídrica e problemas nos rins.
  • Tendência para câncer de próstata.
  • Perda da libido e surgimento da ginecomastia.

A Dura sumiu das farmácias?

Conclusão

O Durateston é um entre os inúmeros anabolizantes esteroides que causam efeito bem visto aos olhos de atletas fisiculturistas. No entanto, assim como outras substâncias que alteram o volume e a síntese de testosterona, estas substâncias estão associadas a inúmeros riscos para o funcionamento do organismo e para a saúde do indivíduo.

Com o número elevado de efeitos colaterais do durateston, que se pode ter, é imprescindível o acompanhamento de um profissional de saúde certificando sua aptidão a consumir a substância. Somente assim, você poderá ter a certeza de estar fazendo uma escolha sensata e que realmente possa lhe trazer resultados satisfatórios!

Estudos científicos

  1. Androgenic/Anabolic steroid-induced toxic hepatitis. Stimac D, Milić S, Dintinjana RD, Kovac D, Ristić S. J Clin Gastroenterol. 2002 Oct;35(4):350-2.
  2. Effects of an anabolic steroid (Durateston) on testicular angiogenesis in peripubertal stallions. Teubner A, Müller K, Bartmann CP, Sieme H, Klug E, Zingrebe B, Schoon HA. Theriogenology. 2015 Aug;84(3):323-32. doi: 10.1016/j.theriogenology.2015.03.022. Epub 2015 Apr 8.

Agora conte para nós: o que achou dos efeitos colaterais do Durateston? Vai encarar usar a substância?

Redação Basefitness

A Redação da Basefitness apresenta matérias redigidas por nossa equipe interna: Profissionais da Saúde ou amantes do assunto. Todas matérias tem o comprometimento da facilidade da informação e, sempre que possível, estudos que comprovem as afirmações dos textos.

Deixe uma resposta