A categoria de fisiculturismo Men’s Physique foi desenvolvida pela IFBB, em 2012. Em pouco tempo, tornou-se uma das categorias do fisiculturismo, mais conhecidas. Com isso, a procura por como virar um Men’s Physique, competições, regras e critérios de sua avaliação aumentaram drasticamente. Então, pensando em cada ponto que a envolve, formulamos essa matéria, como um guia completo sobre a categoria. Leia e aprenda tudo sobre ela!

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O que é a categoria Men’s Physique?

A categoria Men’s Physique, refere-se a uma segmentação, como as demais categorias deste esporte, exemplos: fisiculturismo clássico, fitness bikini, body shape etc.

Essa categoria evidencia-se por um motivo: não é apenas uma competição de fisiculturismo – competições que avaliam os corpos mais musculosos e definidos -, mas, sim um concurso de beleza. Seus participantes são avaliados como modelos, potencialmente capacitados para serem capas de revistas fitness. Logo, questões como simetria corporal – músculos e ossos -, beleza facial e penteados bonitos, são quesitos a serem avaliados (na hipótese você ser um dono de uma revista, você preferiria ter na capa um homem com corpo que gera espanto a maioria das pessoas, onde não resultaria muitas vendas a um público mais amplo. Ou um modelo bonito, o qual resultaria em conversões dos mais diferentes compradores?).

Os seus elementos característicos são: a necessidade do uso de bermudas em sua apresentação em competições, harmonia corporal – segundo a IFBB, um corpo de um participante campeão é nem muito musculoso, nem muito magro, ou seja, o meio termo – e notória beleza dos competidores – cuidados com cabelo e tom da pele.


Como se tornar um atleta profissional?

Jeremy Buendia, campeão na categoria Men's physique no ano de 2017
Jeremy Buendia, 4 vezes campeão da categoria no Mr Olympia.

O primeiro passo é possuir uma genética (linha) corporal atlética. Podemos interpretar isso como: linha dos ombros larga, cintura fina, costas largas e boa intersecção da musculatura das panturrilhas. O segundo passo é ser visualmente bonito (rosto) e demonstrar confiança nos seus gestos – especialmente no palco. Os itens listados acima, são critérios de avaliação em competições amadoras e profissionais, nas quais, não possuindo esses traços é diminuída sua nota final na avaliação pelos árbitros – em casos como uma linha da cintura igualmente proporcional a das dorsais, nunca levará você a ser um campeão, ou chegar no pódio.




Federações e categorias disponíveis para competições

Atualmente, há apenas um grande federação, disponível para participar de grandes campeonatos no Brasil, a chamada IFBB – Confederação Internacional de Fisiculturismo.

No caso, da primeira competição, de um atleta. É possível inscrever-se na categoria men’s physique estreantes; competição destinada aos competidores iniciantes, ou seja, é vetada a participação de atletas que ganharam algum campeonato (independente da federação) ou já participaram previamente de outros campeonatos, independe da federação ou categoria.

Do mais, as categorias do men’s physique são divididas em:

  • Men’s Physique Juvenil: Idade máxima de 23 anos e 2 categorias com limite de altura – 170 cm e 175 cm – e categoria para os mais altos, isto é, maiores de 175 cm.
  • Men’s Physique Master: Acima dos 40 anos, sem limite de altura.
  • Men’s Physique Sênior: Idades entre 24 e 39 anos. Alturas limites de 170, 174 e 178 cm. Altura livre de 178 cm para cima.

Nas competições brasileiras, aparentemente, não é obrigatório estar com peso de 70 quilogramas, por exemplo, para competir em determinada categoria; esse detalhe, que diferencia essa categoria das outras – a título de exemplo, competições de fisiculturismo clássico é requerido atingir ou estar abaixo da pesagem máxima, antes da competição.


Critérios de avaliação

  1. Avaliação do corpo como um todo. Quer dizer, uma avaliação dos pés a cabeça, analisando as proporções entre os músculos, tom da pele, cabelo.
  2. Avaliação da apresentação – segurança e graça dos movimentos, são fortes pontos dos campeões.
  3. É sabido que os avaliadores, favorecem competidores que possuem um físico masculino proporcional, postura correta (coluna, principalmente) e proporção em V, ou seja, interprete esse ‘’v’’ com três pontos na suas extremidades. Nos dois primeiros são os ombros, o último é a cintura. O corpo que apresentar essa ilusão será favorecido, sem dúvidas, pois é um critério de avaliação.
  4. A densidade muscular e definição, não deve ser exagerada, pois é presenta nos critérios que deve ser uma definição suave, não sendo desejado um corpo muito musculoso e repleto de vasodilatação, nem muito pouco definido e sem volume muscular.
  5. Em caso de empate, as panturrilhas serão utilizadas como critério para escolha do vencedor, portanto, treine-as arduamente, se almeja ser um futuro atleta.

Regras

  1. Bermuda deve ser de modelo surfista, com comprimento até os joelhos; a cor e material são escolhas individuais, contudo atente-se no seguinte, logotipo da marca deve ser pequena, não exibir patrocinadores na bermuda, não utilizar bermudas apertadas e estilo lycra.
  2. Acessórios como óculos, correntes, jóias etc, não são permitidos, com exceção de anéis de casamento.
  3. A apresentação é sem calçados – pé no chão.

Poses

poses
As poses são simples de execução simples, porém exigem do atleta, muita confiança na sua execução. Repare que as 5 poses sempre são guiadas pelos braços na cintura.

Agora, veja na pratica como um atleta profissional, executa as poses:




Dieta e treino

Inicialmente, não existe um treino ou dieta mágica que faça você desenvolver características de qualquer categoria. O que, realmente, conta são fatores genéticos em especial estrutura óssea, formato dos ossos. A dieta e treino são do atleta Jeremy Buendia, atual campeão no Mr Olympia, onde esse ano, 2018, pretende defender sua invencibilidade na categoria, chegando na 5 vitória.

Veja sua dieta:

  • Refeição 1: 1 copo de claras de ovo e meio copo de aveia
  • Refeição 2: 35 gramas de whey isolado e 1 laranja ou maça
  • Refeição 3: 225 gramas de tilápia e 200 gramas de batata doce
  • Refeição 4: 225 gramas de filé mignon e 200 gramas de aspargos
  • Pré-treino: 225 gramas de frango ou tilapia e 200 gramas de aspargos
  • Pós-treino: 50 gramas de whey isolado, meio copo de aveia e 1 colher de mel

Veja a divisão do seu treino

Curta para receber conteúdos exclusivos!
(Matéria continua abaixo)

  • Segunda-feira: Peito, tríceps, ombros e abdominais
  • Terça-feira: Costas, bíceps, trapézio e abdominais
  • Quarta-feira: Perna e panturrilhas
  • Quinta-feira: 30 minutos de hiit
  • Sexta-feira: Peito, tríceps, ombros e abdominais
  • Sábado: Costas, bíceps, trapézio e abdominais
  • Domingo: Pernas e panturrilhas

Atletas Men’s Physique

Felipe Franco

Felipe Franco competindo no Mr Olympia
Felipe Franco, sem dúvida, o atleta que detêm maior fama em território nacional. Campeão em 2016, Dallas Europa Games, na categoria Men’s Physique Pro, recendo em cartão procard – passe para competições profissionais -, 
  • Altura: 180 cm
  • Peso: 97 kg
  • Peito: 125 cm
  • Braço: 49 cm
  • Coxa: 65 cm
  • Cintura: 77 cm
  • Panturrilha: 42 cm

Brandon Hendrickson

Brandon Hendrickson, em 2016, ficou em 4º lugar no Mr Olympia e foi campeão no Arnold Classic Men’s Physique Champion.

Medidas:

  • Peso: 88.5 kg
  • Altura: 172,5 cm

Jeremy Buendia

Jeremy Buendia mr olympia 2017
Jeremy Buendia, atual campeão da categoria no Mr Olympia.

Medidas:

  • Altura: 172 cm
  • Peso:  88 kg em bulking e  75 kg em competição

Sadik Hadzovic

sadik-hadzovic
Sadik Hadzovic, suas últimas vitórias nessa categoria foram em 2012 IFBB Valenti Gold Cup Pro, 2013 IFBB New York Pro e 2015 IFBB Arnold Sports Festival. Atualmente, Sadik, mudou de categoria, agora compete na Classic Physique.

Medidas:

  • Altura: 183 cm
  • Peso: 86 kg

Diogo Montenegro

Diogo Montenegro Mr Olympia 2017
Diogo Montenegro Mr Olympia 2017.

Medidas:

  • Altura: 170 cm
  • Peso: Em bulking 88 kg em competição 78 kg

Resultados dos 2 últimos Mr Olympia

2017

  • 1º Jeremy Buendia
  • 2º Andre Ferguson
  • 3º Brandon Hendrickson
  • 4º Raymont Edmonds
  • 5º Jeremy Potvin
  • 6º Ryan Terry
  • 7º Logan Franklin
  • 8º Ondrej Kmostak
  • 9º George Brown
  • 13º Luis Fernando Rios 
  • 16º Diogo Montenegro

2016

  • 1º Jeremy Buendia
  • 2º Ryan Terry
  • 3º Jason Potvin
  • 4º Brandon Hendrickson
  • 5º Andre Ferguson

Concluindo

A categoria Men’s Physique, sem dúvida, ainda mostrará ainda mais seu potencial, em quesitos como popularidade e premiações, principalmente, no Brasil – onde ganha cada dia mais popularidade com fisiculturistas presentes em mídias com Youtube, Instagram e Facebook. Uma coisa que é exclusiva dessa categoria, é nem sempre o candidato mais forte e com melhor definição ganhará, pois a apresentação, carisma e beleza global são critérios de avaliação. Por esse motivo, que vemos alguns atletas que gostamos, com físicos invejáveis ficando em posições baixas.


Então, o que você achou dessa categoria do fisiculturismo? Deixe sua opinião mais abaixo.

Fontes:

  1. https://www.bodybuilding.com/fun/mens-physique-contests-prep-advice-from-3-competitors.html
  2. http://www.proteinhunter.com/mens-physique
Que nota você dá para nossa matéria?
[Total: 18 Média: 3.3]

Deixe uma resposta